OPINIÃO

Idéias e opiniões socialistas sobre Sorocaba

As artes plásticas na Suméria e Akkad.

6 As artes plásticas

Os primeiros espécimes de arte plástica e de arquitectura na Mesopotâmia são devidos aos Sumérios; Akkad e Babilónia imitam e desenvolvem os processos e o estilo criado em Sumer. A maior parte das obras de arte., que chegaram até nós datam da primeira metade do III milénio.

Mas isso não prova que sob a III dinastia de Ur e no Antigo Império da Babilónia a arte estivesse em decadência, relativamente às épocas precedentes. Isso deve-se a circunstâncias exteriores, designadamente derrotas militares sofridas pelo reino de Ur e pelo império babilónico.

Durante esses períodos movimentados, pereceram muitas obras de arte, e a maior parte daquelas que se conservaram até aos nossos dias tinham sido transportadas pelos conquistadores elamitas e hititas para as suas capitais.

As artes plásticas são representadas principalmente pelo baixo-relevo e pela estatuária.

O estilo dos baixos-relevos é primitivo: face retorcida, olhar de perfil, pernas verticais e uma atrás da outra. Todas as personagens têm o mesmo tipo, mas o vestuário dos Sumérios difere nitidamente do dos Akkadianos. As estátuas de patésis ou de reis distinguem-se pelo seu torso maciço; as suas cabeças são melhor  trabalhadas e causam a impressão de estarem vivas.

As imagens de animais são muito mais naturais, mais elegantes e mais bem proporcionadas. Isso provém do facto de a arte de trabalhar animais ter tradições muito antigas, remontando ao Paleolítico inferior.

Um dos mais belos baixos-relevos sumerianos é o friso de bois, vacas e vitelos, com os seus condutores, que ornam um templo dos subúrbios de Ur (princípio do III milénio).

Assinalamos ainda os baixos-relevos da “Estela dos abutres”, com uma inscrição de Eannatum acerca da sua campanha vitoriosa contra Umma. Infelizmente só uma parte é que está conservada. Vê-se aí uma tremenda falange de guerreiros de Lagash, com Eannatum à frente. Protegidos por uma muralha de escudos e lança pontiaguda, calcam aos pés os inimigos, aterrados.

Dois outros fragmentos representam uma pirâmide de guerreiros de Lagash, caídos no campo de honra e prestes a serem queiniados, e um bando de abutres devorando os cadáveres dos guerreiros de Umma. Foi encontrado, além disso, um admirável vaso de prata de Entémena, patési de Lagash, finalmente gravado com a efígie do deus da caça, Imgig, ave divina, atacando dois leões.

Entre as mais interessantes estátuas de patésis, há três de Gudea, que reinou em Lagash ao tempo da dominação dos Guti. Em duas delas está sentado e na outra está de pé.

Infelizmente todas elas estão mutiladas e decapitadas: duas cabeças foram encontradas separadas.

Entre as obras de arte akkadianas cita-se a «Estela da vitória de Narâmsin» e um baixo-relevo de Hammurabi. A primeira representa uma expedição a um país montanhoso: o soberano, rodeado pelos seus guerreiros, permanece junto de um cume. Hammurabi, representado na estela onde estão gravadas as suas leis, está em adoração diante do deus Shamash, que lhe entrega um código.

Os frescos também deviam existir desde o fim do III milénio. Temos um maravilhoso espécime que provém do palácio real de Mari. Este fresco reproduz uma cerimónia de libação, que se refere a um pedido para uma colheita abundante.

Assim, desde o III e II milénios antes da nossa era, Sumérios e Akkadianos possuíam embriões de  conhecimentos científicos, uma escrita evoluída, uma notável literatura.

Mas o reflexo fiel da realidade não era  possível numa época em que dominava uma concepção do  mundo sustentada pelos sacerdotes, em que a religiao exaltava o poder real e votava o homem ao desencorajador sentimento da sua pequenez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: