OPINIÃO

Idéias e opiniões socialistas sobre Sorocaba

Em Sorocaba: Pesquisa aponta Amary, seguido de Pannunzio ou de Raul Marcelo.

Posted by alexproenca em fevereiro 11, 2012


Fonte: Jornal Ipanema

Ipanema Online

Se a eleição fosse hoje em Sorocaba, o ex-prefeito e ex-deputado federal Renato Amary (PMDB) bateria os atuais e mesmo os prováveis pré-candidatos que disputariam a eleição com ele. Entre os pré-candidatos cogitados para representar o PSDB, o ex-deputado federal e ex-prefeito Antonio Carlos Pannunzio é o mais bem posicionado e seria o único que ficaria à frente do ex-deputado estadual e ex-vereador Raul Marcelo (PSOL).

É o que mostra a primeira pesquisa registrada em Sorocaba referente às eleições 2012 para o cargo de prefeito. A pesquisa do Instituto Opinião foi realizada entre os dias 4 e 8 deste mês e ouviu 500 eleitores em Sorocaba, tendo 4,4% de margem de erro. (Veja mais detalhes abaixo).

Segundo a pesquisa, caso a eleição fosse hoje e concorressem não só os atuais pré-candidatos e os outros nomes que vem sendo citados pela mídia, Amary teria mais que a soma de todos eles juntos, portanto, venceria já no primeiro turno.

Para essa simulação foram postos os nomes de Renato Amary, Pannunzio, Raul Marcelo, da ex-deputada federal e ex-vereadora Iara Bernardi (PT), da deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB), do vereador José Francisco Martinez (PSDB), do diretor geral do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) de Sorocaba, Geraldo Caiuby (PSDB) e do vereador Hélio Godoy (PSD).  Sozinho o ex-prefeito Renato Amary  bateria nos 44%, enquanto todos os seus possíveis adversários, somados, teriam 39,8% dos votos.

Pesquisa foi feita em cinco dias, em seis regiões da cidade

Registrada no Tribunal Regional Eleitoral em 6 de fevereiro, sob protocolo SP-00005/2012, a pesquisa foi encomendada pelo Sistema Regional de Radiodifusão Ltda. – Jovem Pan Sorocaba – ao Instituto Opinião Pesquisa Análise e Consultoria Ltda., com sede em São Paulo.

Os dados da pesquisa Jovem Pan Sorocaba foram coletados no período de 4 a 8 de fevereiro, entre 500 entrevistados. A metodologia da pesquisa levou em conta a aplicação de questionários junto a uma amostra proporcional e representativa do eleitorado de Sorocaba, através do sistema de cotas pré-definidas baseando-se na divisão dos setores censitários do município pelo Censo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2010, e na divisão do eleitorado local por sexo e idade definida pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Margem de erro – Para o total da amostra, a margem de erro é de 4,4%, para mais ou para menos, calculada considerando-se um coeficiente de confiança de 95%.

Perfil dos entrevistados –  48% dos entrevistados são homens e 52% mulheres. De acordo com a faixa etária, a maioria, 40%, têm 45 anos ou mais; 24% têm entre 25 e 34 anos;  20% têm entre 35 e 44 anos e 16% têm entre 16 e 24 anos.

Por grau de instrução, 54% dos entrevistados apresentam ensino médio completo e ensino superior incompleto; 16% têm ensino fundamental 2 completo  e ensino médio incompleto; 15% têm ensino fundamental 1 completo  e ensino fundamental 2 incompleto e 6% são analfabetos.  O nível econômico indica que 36% ganham entre R$ 1.001,00 a R$ 2.000,00; 31% têm renda acima de R$ 2.000,00; 28% estão na faixa salarial de R$ 601,00 a R$ 1.000,00 e 4% ganham até R$ 600,00 por mês.

Abrangência – De acordo com o plano amostral, a pesquisa Jovem Pan Sorocaba/Jornal Ipanema/Instituto Opinião entrevistou pessoas em seis regiões da cidade, além de bairros isolados, sendo 21% das respostas vindas da zona norte; 20% da região sudoeste, 16% da região oeste; 13% da região leste; 13% da região sudeste; 9% do centro-sul do município e 8% de bairros isolados (nestes considerando-se, inclusive a região do Éden e Cajuru, Aparecidinha, entre outros).

Pesquisa espontânea aponta que Lippi seria o maior adversário de Amary

De acordo com o resultado da pesquisa Jovem Pan Sorocaba/Jornal Ipanema/Instituto Opinião, na metodologia espontânea o maior adversário de Renato Amary seria o atual prefeito Vitor Lippi, que não pode mais se candidatar ao cargo pois já venceu a reeleição em 2008. O uso da metodologia da espontânea ocorre quando uma pergunta é feita aos entrevistados, mas não é dada nenhuma alternativa para a resposta. O resultado mede a lembrança do entrevistado e a importância que ele dá ao tema questionado, no caso, a escolha do nome para governar a cidade.  Amary aparece com 11,8% de intenções espontâneas, enquanto Lippi teria 9,2%. De todos os outros possíveis candidatos, nenhum chegou a ter 2% da preferência dos eleitores. Confira o resultado:


(clique para ampliar)

Na pesquisa estimulada, o pré-candidato peemedebista continua na liderança.


(clique para ampliar)

Amary, Pannunzio e Raul Marcelo lideram, independente do voto do entrevistado

Em um dos cenários de pesquisa estimulada, os entrevistados opinaram sobre os nomes que têm maior chance de vencer a eleição para prefeito este ano em Sorocaba sem, no entanto serem os seus eleitores. Renato Amary lidera com 52,6%, seguido de Pannunzio, com 11,4% e Raul Marcelo, com 6,4%. As pesquisas estimuladas obedecem à metodologia pela qual uma lista é passada para os entrevistados e eles escolhem algumas das alternativas apresentadas, são válidas para medir as opções mais relevantes.


(clique para ampliar)

Em caso de segunda opção de voto, Maria Lúcia ganharia de Pannunzio

Questionados sobre quem os entrevistados indicariam como uma segunda opção de voto, três nomes aparecem com índices muito próximos. São Maria Lúcia, Pannunzio e o próprio Amary.


(clique para ampliar)

71,2% dos sorocabanos avaliam o governo Lippi como “ótimo” e bom”

A pesquisa Jovem Pan Sorocaba/Jornal Ipanema/Instituto Opinião revela que 71,2% dos sorocabanos avaliam o governo do prefeito Vitor Lippi (PSDB) como “ótimo” e “bom”. Segundo a pesquisa, 20,4% dos entrevistados classificam a administração atual como sendo “ótima” e 50,80% “boa”. Os sorocabanos que avaliam o atual governo como “regular” correspondem a 22,4%. Já os entrevistados que desaprovam a atual administração municipal, cujas respostas foram “ruim” e “péssima”, somam 5,6%, sendo que 3,2% consideraram “ruim” e 2,4% avaliaram como “péssima”. Dos entrevistados, 0,80% não souberam responder.


(clique para ampliar)

Apoio de Lippi a sucessor pode influenciar 72% eleitores

A pesquisa também mediu o grau de influência do atual prefeito de Sorocaba, Vitor Lippi (PSDB), no possível fenômeno de “transferência de votos” ao candidato de sua preferência.

Diante da pergunta “O fato de o prefeito Vitor Lippi apoiar um candidato a prefeito de Sorocaba na eleição desse ano, isso faz com que você”, as respostas foram: 43% dos entrevistados afirmaram que votariam “com certeza nesse candidato” e 25,80% afirmaram que “talvez vote nesse candidato”.

Os que “com certeza” não votariam no candidato de Lippi representam 16,80%. Os que consideram indiferente o apoio de Lippi na decisão de seu voto somam 12% e 1,80% dos entrevistados não soube responder.


(clique para ampliar)

Raul Marcelo tem a menor rejeição; Iara e Amary lideram o ranking

A pesquisa Jovem Pan Sorocaba/ Jornal Ipanema também avaliou o grau de rejeição dos pré-candidatos à Prefeitura de Sorocaba. A pesquisa foi feita de forma estimulada, isto é, com a apresentação de oito nomes pré-definidos. O ex-deputado estadual e ex-vereador Raul Marcelo (PSOL), dentre todos os pré-candidatos, é o que tem a menor taxa de rejeição, com 9,4%. A ex-deputada federal Iara Bernardi (PT) é a mais rejeitada pelo eleitor com 15,2%, seguida pelo ex-deputado federal e ex-prefeito de Sorocaba, Renato Amary (PMDB) com 12,8%.


(clique para ampliar)

Godoy e Caiuby são os mais “desconhecidos” entre os eleitores

Em outro cenário estimulado, a pesquisa questionou os entrevistados sobre quais dos nomes apresentados eles nunca tinham ouvido falar. O resultado aponta que 61,60% dos eleitores ouvidos  disseram conhecer todos. Já entre os “desconhecidos” dos eleitores, o vereador Helio Godoy (PSD) lidera o ranking, com 21,60%, seguido do diretor geral do Saae, Geraldo Caiuby (PSDB), com 20,20%.

O pré-candidato do PMDB, Renato Amary, é o mais conhecido do eleitorado sorocabano. Apenas 2,4% dos entrevistados declararam não conhecer o ex-deputado federal e ex-prefeito de Sorocaba. O índice dos que disseram não conhecer nenhum dos pré-candidatos apresentados ficou em 3,80%.


(clique para ampliar)

Entre os tucanos, Pannunzio leva vantagem

Indefinição no PSDB leva instituto a testar quatro possibilidades

Diante da indefinição do nome do pré-candidato do PSDB para disputar as eleições para prefeito neste ano, o Instituto Opinião testou pelo menos quatro possibilidades, mantendo-se os nomes daqueles que abertamente se dizem pré-candidatos e as possíveis opções apresentadas até agora pelos tucanos.

Se o candidato for o ex-deputado federal e ex-prefeito Antônio Carlos Pannunzio, ele apresentaria a melhor condição, ficando em segundo lugar, com 14,4% dos votos, perdendo para Amary, que teria 46%. Em terceiro apareceria Raul Marcelo, com 11,4%. Nas demais possibilidades, Raul Marcelo ocuparia a segunda colocação.

Na simulações feitas com a deputada estadual Maria Lúcia Amary, com o presidente da Câmara de Sorocaba, José Francisco Martinez e com o diretor-geral do Saae, Geraldo Caiuby, o PSDB aprece em quarto lugar na pesquisa, ficando atrás do PT, PSOL e PMDB.

Pannunzio 14%


(clique para ampliar)

Maria Lúcia 6%


(clique para ampliar)

Martinez 4%


(clique para ampliar)

Caiuby 2%


(clique para ampliar)

Candidato apoiado pelo prefeito Vitor Lippi 1,20%


(clique para ampliar)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: