OPINIÃO

Idéias e opiniões socialistas sobre Sorocaba

Bombardeio da OTAN em Universidade de Trípoli: estudantes e funcionários são mortos.

Posted by alexproenca em junho 15, 2011


Do Infowars.com

OTAN bombardeia Universidade de Trípoli, dizem olheiros internacionais

Kurt Nimmo
June 13, 2011

A  Press TV informou que a OTAN bombardeou uma universidade em Tripoli, matando estudantes e funcionários. “Surgiram novas imagens mostrando as conseqüências de uma suposta incursão aérea da OTAN atacando a Universidade Nasser de Trípoli. O ataque reportado deixou muitos funcionarios e estudantes mortos “, informa a rede estatal iraniana. “A televisão estatal da Líbia diz que dezenas de outros ficaram feridos”.

O bombardeio não foi relatado pela CNN e nem pelo The New York Times. Segundo o Christian Science Monitor“, provas de vítimas [na Líbia], foram poucas, apesar de mais de 160 ataques de mísseis cruzadores pelos EUA e forças britânicas, em pelo menos 175 missões feitas por eles e também por francêses, e por um jato de guerra canadense nas últimas 24 horas. ”

As provas são “poucas” porque a mídia corporativa se nega a acreditar no governo líbio e não investiga, ativamente, as reivindicações de mortes de civis. Guerras humanitárias são geralmente relatadas com ataques cirúrgicos e quando a realidade de civis mortos já não pode mais ser negada, elas são explicadas como danos colaterais.

Logo depois que a NATO começou a bombardear o país, os oficiais  negaram que civis tenham morridos no bombardeio. Só a morte de partidários de Kadafi e outros líbios criminalizados pelas Nações Unidas mortos nos ataques aéreos são reportados.

Na semana passada o New York Times insistiu que os bombardeios em áreas urbanas densamente povoadas, não matam civis. “O governo líbio tem um registro cheio de fatos improváveis ​​e de notícias sobre eventos, cuidadosamente, manipulados”, escreveu John Burns, seguindo o seu texto do Pentágono de perto. “Visualizações de vítimas civis têm sido raras.”

Devemos lembrar que o New York Times também informava, na época, que  tubos de alumínio foram vistos no Iraque (tubos que compõe a centrífuga para desenvolver materiais atômicos). Devido, em parte, a mentiras amplamente divulgadas que o Iraque tinha armas de destruição maciça, os Estados Unidos invadiram o país e, posteriormente, mataram mais de um milhão de iraquianos.

De acordo com calculos do Pentágono, fornecidos pelo Wikileaks, a invasão do Iraque resultou na morte de 66.081 civis. O Ministério da Saúde do Iraque, instalado pelos EUA, estimaram o número em 87.215. Em 2007, um levantamento de vítimas pela ORB Guerra do Iraque colocou o número em 1,2 milhão.

Em 31 de maio, a Líbia acusou Otan de matar 718 civis e ferindo outros 4.067 em 10 semanas de ataques aéreos. “Desde 19 de março e até 26 de maio, houve 718 mártires entre os civis e 4.067 feridos – 433 deles em estado grave”, disse o porta-voz Mussa Ibrahim, citando dados do Ministério da Saúde que a AFP não pode verificar por conta própria.

Joshalyn Lawrence filmou líbios feridos durante os ataques aéreos da NATO. “Os vídeos de Lawrence, noWBAIX channel, de civis internados é a evidência de que, ao invés de lesões e mortes por bombas serem ‘ raras’ ou relatos ‘furados’, são realidades”, escreve Deborah Dupre para Bay View. “Nos vídeos, um após o outro dos inocentes civis feridos descrevem as atrocidades sofridas a Cynthia McKinney, em uma missão de verificação dos fatos, com uma equipe, incluindo uma delegação de ex-deputados e ex-professores da França, todos agora em Tripoli”.

“Curiosamente, os esforços do Washington Post, New York Times, Associated Press e outros para retratar as alegações da Líbia sobre os atentados como” absurdas” são patentemente falsas e não passam de meros esforços para defenderem no julgamento da opinião pública o indefensável bombardeio de civis que cuidavam do cotidiano de suas vidas em uma área densamente povoada “, a ex-congressista da Geórgia (Green Party) escreveu em 7 de junho.

Os neocons sedentos de sangue, é claro, chamaram a missão da  checagem dos fatos de McKinney de um ato de terrorismo. “McKinney é parte de uma longa tradição ocidental de parasitas da esquerda progressista viajando em terras inimigas, em um esforço para minar a América”, cita o blog FrontPage Mag, o porta-voz do ex-marxista David Horowitz, que recebeu dinheiro do conhecido agente da CIA Richard Mellon Scaife.
A mídia corporativa ignora a viagem de McKinney e seus relatos de mortes dos civis e continua a seguir o texto do Pentágono, como tem feito há décadas.

Um ataque aéreo em Trípoli, uma cidade com dois milhões de pessoas, a OTAN e o New York  Times querem que você acredite que civis não morrem em tais ataques

Re: Fora de Pauta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: