OPINIÃO

Idéias e opiniões socialistas sobre Sorocaba

De Sorocaba para Portugal e de lá, para o mundo.

Posted by alexproenca em julho 9, 2009


Imagem da mulher brasileira em Portugal vira tema de estudo de artista paulista

Letícia Barreto diz que brasileiros sofrem preconceito no país.
Quase 150 mil pessoas vivem essa realidade de imigrante em Portugal.

Um rosto de mulher todo desenhado com carimbos onde se leem as palavras “clandestino” e “estrangeiro” resume de forma bem simples o trabalho da artista plástica paulista Letícia Barreto, que vive em Lisboa, Portugal.

A imagem representa sua pesquisa de mestrado, um estudo da imagem que a mulher brasileira tem na capital portuguesa, sofrendo as dificuldades da imigração e do preconceito, precisando repensar sua própria identidade.

A artista plástica Letícia Barreto preparando desenho com carimbo (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

“É óbvio que existe o preconceito contra o imigrante brasileiro. O mais comum é a velha história de tachar brasileira como prostituta”, disse Barreto, em entrevista ao G1. “Quando se chega aqui, as pessoas passam a repensar sua própria identidade.

Em uma entrevista, uma senhora brasileira comentou que, ao chegar aqui, sua identidade foi estilhaçada, pois ela tinha uma carreira no Brasil, veio tentar a vida aqui em Lisboa e passou trabalhar em um café, passando por dificuldades financeiras, que a faziam repensar seus valores, sua vida. Isso acontece com todo mundo.

E foi uma das origens da ideia do meu projeto de mestrado. Todos nós estamos o tempo todo refletindo sobre a experiência da imigração.”

Convidada para dar aulas de desenho e pintura em Lisboa, ela já vive na cidade há dois anos, cumpriu metade do tempo do seu mestrado e até já se nota alguma influência do sotaque lusitano em sua voz.

Como imigrante, entretanto, ela admite que sua situação é particularmente melhor que a da média dos estrangeiros na cidade, por ter chegado com um emprego em vista. “Não sabia ao certo quanto dinheiro ia ter, como as coisas iam funcionar.

A intenção era ficar um ano, mas surgiu a oportunidade do mestrado e acabei estendendo este prazo. Ainda tenho um ano do mestrado pela frente e penso em voltar, mas não tem nada certo.”

Visite o site da artista Letícia Barreto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: