OPINIÃO

Idéias e opiniões socialistas sobre Sorocaba

A lei seca e os mercadores da morte.

Posted by alexproenca em julho 2, 2008


Alexandre

alex.proenca@ibest.com.br

Começou a valer a lei que proíbe motoristas alcoolizados de conduzirem carros.

Esta lei demorou para chegar, é só aconteceu depois de décadas de abusos, acidentes, mortes que atingiram milhares de famílias brasileiras.

No início do ano, o Presidente Lula, havia baixado por medida provisória, uma lei que proibia a venda de bebidas alcoólicas nas rodovias federais. Os proprietários de bares e restaurantes entraram com ações contra ela, e com o apoio do judiciário, ganharam novamente o direito de vender bebidas alcoólicas. O judiciário agindo de maneira conservadora, garantiu o direito aos vendedores da morte.

Na semana passada entrou em vigor a lei sancionada pelo Presidente Lula, que limita severamente a ingestão de bebida alcoólica, por motoristas. Ela deverá contribuir ao longo do tempo, para a diminuição de assassinatos por motoristas alcoolizados. E conta com apoio da maioria da população brasileira. E lembrando também, que a maioria dos países “civilizados” também tem restrições severas quanto a combinação de álcool e volante.

Porém, novamente as forças conservadoras, juízes, advogados, jornais, rádio e tv, financiadas pelo lobby dos fabricantes de bebidas, começam a veicular notícias sobre a “severidade” desta lei. Dizem que ela é boa, mas muito severa, que ela deve ser abrandada, pois é contra a Constituição e aos direitos individuais. Na verdade, estes marionetes dos fabricantes de bebidas alcoólicas, querem é a continuidade da matança e da impunidade reinante no trânsito brasileiro. Eles são verdadeiros mercadores da morte.

São os mesmos que são contra o Bolsa Família.

São os mesmos que são contra as cotas para negros, índios e pobres nas universidades publicas.

São os mesmos que são contra a verdadeira democratização dos meios de comunicações.

São os mesmos que são contra qualquer política social em defesa dos mais pobres.

O negócio deles é se enriquecer com a desgraça e a tragédia que se abate contra as famílias brasileiras. Verdadeiros abutres, que sobrevivem da carniça do capital.

Entre 2003 e 2004, quando trabalhava em assessoria parlamentar do PT, pude realizar um trabalho sobre as ligações entre o álcool e a violência. Visitei a cidade de Diadema, onde foi aplicada a lei seca, que fechava bares a partir das 10 horas da noite, e o resultado foi a diminuição do número de assassinatos. Esta lei também contribui para a diminuição dos acidentes de trânsito e principalmente, para a diminuição da violência contra as mulheres e crianças.

Na época, eu visitei os arquivos do Jornal Cruzeiro do Sul, e li todas as matérias relativas aos assassinatos ocorridos em Sorocaba, de 1999 até 2004, e pude comprovar que o álcool estava na raiz da maioria dos crimes de morte. Sendo que os assassinatos, ocorriam normalmente nas imediações dos bares.

Este consumo exacerbado de álcool só trás benefícios para poucos, os fabricantes, os revendedores e o canalhas que defendem o uso indiscriminado do álcool.

O direito a vida tem de prevalecer. A lei seca tem de ser mantida, em beneficio da maioria da população.

Escrito com OpenOffice 3.0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: